Somos todos Bipolares!

Tem dias que acordamos de um jeito, que o sono foi tão bom, que achamos que o sonho que acabamos de ter foi real. Que era tão bom que não queriamos acordar daquele momento tão maravilhoso. Que estar com alguém/ ou em um lugar, era muito bom.  Nos damos conta que sonhar faz bem. Que nos deixa mais felizes. Mas que as vezes pode ser ao contrário. Pode ser um sonho ruim, e de tão real se tornar pesadelo. Acordamos aflitos e sufocados. Loucos para sair desse mundo. Apavorados e com medo. Mas dai nos damos conta que foi apenas um pesadelo.

As vezes sonhamos acordados , e que estamos vivenciando no momento é tão bom que confundimos com um sonho. Mas assim como sonhos, podemos viver um pesadelo e assim como antes gostaríamos de viver intensamente aquele momento, tem situações que podem ser piores que pesadelos pois são reais.  E então nos damos conta que estamos em constante bipolaridade com a vida.

As pessoas são assim. Uma hora podem estar de bom humor e derrepente mudar e ficar mal humarada. Podemos querer muito algo , viver intensamente a vida, mas podemos mudar de humor e ficar tristes, querer sumir, e dizer adeus a essa vida. Mas o que queremos na verdade afinal? Ser feliz? Ter algo? Estamos sempre a busca do nosso prazer, da felicidade;  mas quando não achamos, não conseguimos ; simplesmente queremos mudar de vida e largar tudo. Não pensamos em nada nesse momento. O que vamos deixar, quem vamos deixar. O que pode ou não acontecer. Ou o que vamos ou não sentir.

Estamos diante de problemas da vida. Algo que não sabemos o que podemos fazer para resolver, mas que na verdade, é a gente que tem que resolver. Temos medo, mas queremos enfrentar. As vezes o medo pode vencer, e nos deixamos nos levar. Buscamos o melhor, mas nem sempre conseguimos e temos que aceitar o que nos foi dado.

Infelizmente somos humanos. Sentimos, buscamos, tememos, e nessa vida, nem tudo é as mil maravilhas. Um dia a gente ganha, no outro podemos perder.  Podemos rir ou chorar. Sofrer ou estar de bem com a vida. E querendo ou não, isso pode nos afetar, ou a quem estamos próximos. Está na hora de parar, e seguir um caminho, e esse caminho está dentro de cada um de nós. A nossa fé.  

14/08/15

transtorno-bipolar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *