Confuso sentimento

Muitas vezes, caminhando pelas ruas, sempre algo pode surgir.  O  dia pode estar ensolarado e derrepente nuvens carregadas chegarem e tamparem o sol, trazendo tempestade e chuva. E com a chuva vem trovões, raios e ventos. Ventos fortes talvez, que podem ser devastadores.  Alguns ventos têem tanta força que com a força arrancam tudo pela frente. A força da natureza é tanta, que duvidamos dela, duvidamos do que ela realmente é capaz. E por fim, tornados, furacões, esses sim são os piores, os que destroem sem deixar nada.

               Alguns tornados ou furacões; como você preferir, podem acontecer em nossas vidas. Podemos derrepente entrar em um deles, e por mais que tentamos sair, mais presos ficaremos.  A gente tenta, porém a força é maior, e ficamos girando, e o mundo gira tão rápido que acabamos achando tudo normal, mas do nada, pode mudar a direção e você ficar ainda mais confuso.

            Podemos ter tudo e ao mesmo tempo nada. Nada é certo até o furacão passar. Ele pode nos levar e por mais que ficamos agarrados, ele nos leva. Assim acontece com as pessoas. Elas podem estar hoje, mas podem ir sem mesmo dizer um adeus.

           Podemos ter dinheiro, mas não temos a paz. Podemos também ter pessoas interessadas, e até mesmo quiser aproveitar a ocasião, afinal nunca é demais, porém quando tudo acaba, elas desaparecem. 

         As vezes, temos pessoas especias, interessantes, com todas as qualidades que gostamos, porém não temos a atenção da qual realmente precisamos ou queremos ter. Podemos ter as que nos querem de verdade, mas  trocariamos todas por uma única atenção da pessoa escolhida.

         Vivemos constantemente num tornado de pensamentos confusos, dúvidas, e incertezas. Queremos algo que não podemos ter.  A gente faz de tudo por algo que é impossível. Nos testamos diariamente, seja para medir força ou ver realmente do que somos capazes. E no final de tudo isso, a gente acaba analisando que, estamos num redemoinho sem fim. A cada momento que passa, você é jogado para um canto, para ou lado e outro, e de tanto ser ´´jogado´´ pra lá e pra cá, você acaba se entregando e desistindo de sair desse tornado.

E assim, vamos nos complicando, girando e nos confundindo ainda mais nesse moinho.

         Mas de tanto ficar girando, ser jogado de um lado para o outro, podemos achar uma saída. As vezes  nem tudo o que procuramos é a solução, ou em alguns casos, precisamos achar dentro de nós mesmos, a saída. Tentar achar a idéia que vai fazer nos tirar de dentro desse tornado, desse furacão. E por menos esperar, depois de passarmos por tudo, conseguimos enxergar algo, um galho, em que por menor que seja, possa ser a solução, a saída. E com toda a força, tentamos nos agarrar nesse ponto, e muitas vezes, pois não será fácil, você conseguirá se segurar, e aos poucos o furacão vai indo, porém você com todas as forças você segurou a chance que teve.

        As vezes, tentamos achar uma saída para nossos problemas, tristezas, e por mais que tentamos não conseguimos. Ficamos pensando por que isso acontece. Por que nada da´certo, e do nada, algo nos toca no coração e nos mostra a saída. Por muitas vezes, a solução não está nas pessoas , em algo material, mas sim em nosso interior. Em algo que no fundo, acreditamos que possa nos salvar.  Precisamos buscar uma força maior que nossos sentimentos. Precisamos nos achar, pois a solução está além de nós.

14/07/15pensamento-distorcido-depressao-bipolar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *